quinta-feira, 25 de julho de 2024

Artigo “A ‘Copa-bolha’ está de dar sono” por Ronaldo da Guia

Foto: Reprodução

Ronaldo da Guia

Copa chata de se ver até então. Três jogos fracos até aqui, apesar da goleada da Inglaterra contra o Irã por 6 a 2.

Pelo menos, o trio da Globo que fez o jogo aqui do Brasil – Gustavo Vilani (joga a luva, goleirão!) Paulo Nunes e Formiga – foi bem. Vilani merecia ter ido ao Catar tal Gabigol. Mas ficou aqui. Paulo Nunes pegou o time da televisão e falou do que estava acontecendo num português inteligível. Formiga começou um pouco tensa com a voz quase inaudível, mas foi bem no segundo tempo. Que ela dê show como fazia dentro das quatro linhas. Vamos torcer para ela.

No outro jogo, Holanda e Senegal, sonífero, apesar de movimentado. Holanda fez 2 a 0. Luís Roberto tentava colocar emoção onde não havia e inventou um joguinho de perguntas (quiz) para pegar os comentaristas Roger e Caio. Demorou muito para lembrar que o craque Blind estava na ala esquerda e deu o passe para o antológico gol de Van Persie na Arena Fonte Nova em 2014 no cinco a um da Holanda contra a Espanha na Copa que foi aqui no Brasil. Blind continua jogando muita bola (caberia até uma piadinha infame: em jogo de cegos, quem tem um Blind é rei).

Não tive paciência para ver Estados Unidos e Gales.

Amanhã tem Argentina e sua malcriada e arrogante (machista, racista homofóbica) torcida. Retrato de um país. Vale a pena ver por causa de Messi e de uma seleção bem treinada.

Por enquanto, caminha essa Copa de botique que a FIFA vendeu para o bilionário Qatar. A Copa-bolha. Vamos esperar o Brasil. Pode rolar um show.

Ronaldo da Guia é narrador e comentarista esportivo.

21 de novembro de 2022, 16:50

Compartilhe: