quinta-feira, 28 de outubro de 2021

Cacá Leão diz que Bolsonaro terá que “respeitar espaços” do PP caso se filie ao partido

Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

Da Redação

O deputado federal Cacá Leão, que é líder do PP na Câmara, afirmou que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) terá que respeitar os espaços das lideranças da sigla caso queira se filiar à legenda.

Em entrevista à rádio Metrópole, o parlamentar admitiu que o assunto está sendo tratado internamente. “É óbvio que nosso partido está discutindo internamente a filiação do presidente Bolsonaro, mas o partido é grande. Nós somos a terceira maior bancada na Câmara dos Deputados. Nós somos 43 deputados federais justamente porque respeitamos a independência e as alianças que são feitas nos estados”, disse Cacá.

Ele lembrou que o PP baiano tem hoje quatro deputados federais, nove deputados estaduais, além do vice-governador, João Leão, pai de Cacá. “Todas essas pessoas serão ouvidas. Temos mais de 100 prefeitos, 700 vereadores”, acrescentou.

As especulações sobre a ida de Bolsonaro ao PP já haviam ganhado força quando o senador Ciro Nogueira assumiu o comando da Casa Civil. Segundo o blog do jornalista Gerson Camarotti, a avaliação do partido é que, se Bolsonaro se filiar à legenda, vai ajudar a impulsionar o crescimento da bancada na Câmara e, consequentemente, as cotas de fundo partidário e eleitoral, além de maior tempo de TV e rádio.

 

08 de outubro de 2021, 10:35

Compartilhe: