segunda-feira, 23 de maio de 2022

Daniela Mercury vai processar Eduardo Bolsonaro após publicação de fala editada sobre Jesus

Foto: Celia Santos/Divulgação

Da Redação

A cantora Daniela Mercury vai processar o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), após ele publicar um vídeo editado com uma fala da artista baiana sobre Jesus. Segundo a colunista da Folha de S. Paulo, Mônica Bergamo, a cantora será representada pelo criminalista José Luis Oliveira Lima e vai processar o parlamentar por crime contra a honra.

Eduardo Bolsonaro postou um vídeo no Twitter na semana passada em que falas de Daniela foram editadas como se ela dissesse que Jesus Cristo era “gay, muito gay, muito bicha, muito viado, sim”.

No entanto, ela se referia ao cantor Renato Russo, morto em 1996. Além disso, as imagens não são atuais e datam de, pelo menos, três anos atrás.

A postagem foi excluída do Twitter, mas a assessoria de Daniela fotografou e filmou a publicação de Eduardo Bolsonaro com vídeo editado e a legenda: “Cuidado! Cenas fortes. Efeitos colaterais da abstinência de Lei Rouanet. A que ponto a pessoa contaminada chega. Deus, tenha misericórdia deles, eles não sabem o que falam”.

Segundo a Folha de S. Paulo, a fala ocorreu em um show realizado na cidade de Garanhuns (PE), em 2018. Na época, o governo de Pernambuco tinha cancelado a apresentação da peça “O Evangélio Segundo Jesus, Rainha do Céu”, em que Jesus, interpretado pela atriz transsexual Renata Carvalho, seria representado nos dias atuais como um travesti.

Na ocasião, Daniela se solidarizou com a atriz censurada. Após se posicionar sobre a questão, referindo-se ainda à Constituição Federal, ela emendou a fala, afirmando que estava precisando de “muito rock” e da “alma de Raul Seixas junto comigo aqui”. Depois, começou a cantar uma música de Renato Russo, e então disse: “Meu amigo, Renato Russo, era gay, gay, muito gay, muito bicha, muito viado, sim”.

12 de abril de 2022, 08:24

Compartilhe: