segunda-feira, 23 de maio de 2022

Presidente do TCE diz que não há politização do Poder Judiciário

Foto: Divulgação/TCE-BA

Da Redação

Presidente eleito para Tribunal de Contas do Estado da Bahia (TCE/BA) para o biênio 2022/2023, o conselheiro Marcus Presídio nega que exista uma politização no Poder Judiciário.

Francamente, não tenho observado nenhum padrão de ‘politização’. Ao contrário, tenho observado todas as instituições cumprindo o seu papel constitucional e buscando atender ao interesse público acima de eventuais interesses políticos, ou partidários ou mesmo ideológicos”, afirmou Presídio, em entrevista à Tribuna da Bahia.

Para ele, as instituições brasileiros, incluindo órgãos jurisdicionais, têm demonstrado “solidez e maturidade”, principalmente diante do contexto atual de enfrentamento à pandemia.

“São tempos desafiadores, mas reitero a minha esperança de que sairemos mais fortes e preparados para contribuirmos para um futuro muito melhor para todos nós, cidadãos que anseiam por um país próspero e inclusivo”, concluiu.

17 de janeiro de 2022, 09:22

Compartilhe: