terça-feira, 21 de setembro de 2021

Rapidinhas: José Ronaldo no PDT e o voto católico

Foto: Divulgação/DEM

Davi Lemos

Renovação católica

Com a decisão da direção nacional da Renovação Carismática Católica (RCC) de proibir que quaisquer movimentos no Brasil apoiem explicitamente nome nas eleições de 2022, pré-candidatos católicos se organizam para buscar votos em territórios já anteriormente demarcados. Os votos dos fiéis desse movimento católico devem ser pulverizados – a avaliação de alguns políticos, com base na RCC, é que isso dificultará a eleição de membros da Renovação.

Oportunidade

O que para alguns é risco para eleição ou reeleição significa para católicos que desejam estrear na política uma bela oportunidade. “Sem que haja a vinculação de um candidato específico ao movimento, todos vão agora partir (para a disputa de votos) nas mesmas condições”, disse um pré-candidato. O “assalto” às ovelhas nos rebanhos alheios já começou, mas os novos candidatos só querem revelar os nomes quando for obrigatório – na “guerra santa”, a colheita dos votos será paróquia por paróquia, diocese por diocese.

Novo pedetista?

Aliados do ex-prefeito de Salvador ACM Neto avaliam a possibilidade de o ex-prefeito de Feira de Santana José Ronaldo de Carvalho trocar o DEM pelo PDT. O objetivo é facilitar o caminho para que José Ronaldo dispute a eleição para o Senado e, ao mesmo tempo, contemplar os pedetistas com um espaço na chapa. A manobra agradaria também o prefeito de Mata de São João, João Gualberto (PSDB), que está de olho na vaga de vice na chapa de ACM Neto. Resta só combinar com o comando do PDT baiano.

Climão entre Elmar e Roma

O clima entre o deputado federal Elmar Nascimento (DEM) e o ministro da Cidadania, João Roma (Republicanos), não estaria nada bom. Os dois teriam tido uma discussão áspera na semana passada. Tudo porque o ministro, que é deputado federal licenciado, estaria entrando nas bases eleitorais de Elmar. Vale lembrar que, caso dispute mesmo o governo da Bahia, Roma deve indicar a esposa Roberta para concorrer a uma cadeira na Câmara Federal.

Direita farofeira

Durante as organizações do movimento realizado neste domingo (01) pelo voto impresso auditável – em Salvador, ocorreu na Barra – circulou um comentário sobre os perfis de direitistas. Um deles eram os “farofeiros”, ou seja, aqueles que são normalmente calmos ou até tímidos, mas que berram, gritam e quase babam quando têm um microfone nas mãos. Um destes seria o ex-vereador de Vitória da Conquista David Salomão. “É calmo, mas, quando vai falar, parece que vai ter um ataque histérico”, comentou um dos organizadores.

Discreta

Quem passou muito discretamente por Salvador foi a secretária da Saúde de Porto Seguro, Raíssa Soares. A médica, que é defensora do tratamento precoce contra a Covid-19, reuniu-se no sábado (31) com membros da direita soteropolitana e, no domingo (1), esteve na Barra, defendendo o voto impresso. Raíssa é a aposta de Bolsonaro para o Senado – o presidente ainda sonha em compor com ACM Neto em 2022.

Governista ou oposicionista

A CPI da Pandemia retoma esta semana os trabalhos. Há uma expectativa grande na bancada baiana sobre qual deverá ser o comportamento do senador Ângelo Coronel (PSD), que é suplente da comissão, em relação às denúncias de corrupção contra o governo Jair Bolsonaro (sem partido) na compra de vacinas. O que se comenta é que Coronel, ao contrário do colega de partido Otto Alencar, deve aliviar com o governo, já que tem sido generosamente contemplado com emendas federais para as próprias bases.

Justiça

A 3ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho da Bahia (TRT-BA) determinou que uma cozinheira da região da Chapada Diamantina receba R$ 5 mil por danos morais por ter sido demitida por ser portadora do vírus do HIV. A desembargadora Léa Nunes não aceitou a justificativa da empregadora, que alegou mau desempenho. A magistrada disse que esse ponto só foi considerado a partir do momento em que a empresa, um hospital onde a cozinheira trabalhava em 2017, teve acesso aos exames. A decisão da turma foi unânime.

Plenário reaberto

Assembleia Legislativa da Bahia reabre hoje (02) o plenário para a participação presencial dos deputados nas sessões da Casa. As sessões presenciais estavam suspensas desde o início da pandemia da Covid-19, em março do ano passado.

Aberração tributária

No dia 11 de agosto, às 9h, o jurista e vereador Edvaldo Brito participará do encontro “Desafios da Reforma Tributária”, promovido pela Federação do Comércio de São Paulo. Brito estará no painel “Reforma do Imposto de Renda” ao lado dos também especialistas José Pastore e Everardo Maciel. O jurista considera uma aberração a união do PIS-Pasep com a Cofins, criando a CBS, com alíquota cumulativa de 12%.

02 de agosto de 2021, 09:57

Compartilhe: