terça-feira, 7 de dezembro de 2021

Rapidinhas: Roma e a Cidadania

Foto: Ascom/João Roma

Davi Lemos

Embora alguns veículos da imprensa nacional deem desde ontem (9) como certa a escolha do deputado federal João Roma (Republicanos/BA) como novo ministro da Cidadania, o parlamentar declarou nesta quarta-feira (10), segundo o Bnews, que não há nada definido e que o escolhido para a vaga de Onyx Lorenzoni poderia ser o também deputado baiano Márcio Marinho, da mesma sigla. O certo é que a pasta ficará com o Republicanos, partido que abriga o filho do presidente Jair Bolsonaro, o senador Flávio.

Neto não quer

O presidente nacional do Democratas, ACM Neto, também segundo especulações da imprensa baiana e da nacional, não desejaria ver o amigo Roma assumir o ministério. Isso poderia explicitar uma adesão do DEM ao governo Bolsonaro – em jantar na noite de terça-feira (9) com o governador de São Paulo João Dória, o ex-prefeito de Salvador teria assegurado que não há hipótese de apoio ao governo Bolsonaro. O receio de Neto seria perder nomes paulistas do DEM para o PSDB de Doria. Neto não quer, por enquanto, largar a mão de ninguém – afinal, em política, ainda faltam uns 20 anos para chegar 2022.

Doria também não quer

Na coletiva de imprensa que realizou hoje, João Doria afirmou que também participaram do jantar outro ex-prefeito de Salvador, Antonio Imbassahy, além do vice-governador de São Paulo, Rodrigo Garcia, do DEM, que Neto não quer ver sair do partido – perder outro Rodrigo? Nem pensar – ao menos por enquanto. E Doria também não quer no tucanato o deputado federal e ex-presidenciável Aécio Neves – mas a bancada tucana na Câmara quer Aécio e quer Bolsonaro também.

Mas Bruno quer

Embora Neto diga que o DEM não está com Bolsonaro, que seria melhor Roma não ser ministro – afinal, politicamente, ele é mais de ACM que do bispo Edir Macedo – e que mantém as portas abertas para Doria ser o presidenciável em composição com o DEM, o prefeito de Salvador, Bruno Reis, disse que quer o amigo João na Cidadania. A justificativa de Bruno, segundo o site Bnews? Se Roma já é bom para Salvador como deputado, o quão melhor não seria como ministro? Pragmático. Mas é bom também esperar esfriar a sopa, pois, no início de fevereiro, João Roma seria ministro da Educação indicado por Neto. Esse ano pode não ter folia, mas, na política, sempre tem Carnaval.

10 de fevereiro de 2021, 18:58

Compartilhe: