quarta-feira, 20 de outubro de 2021

Rebeca Andrade busca primeira medalha olímpica da ginástica feminina nesta quinta (29)

Foto: Reprodução/Twitter

Da Redação

A carreira de Rebeca Andrade tem sido marcada por lesões, mas nesta quinta-feira (29) ela terá a chance de conquistar a primeira medalha olímpica da ginástica artística feminina do Brasil ao disputar a final da prova do individual geral.

Há duas oportunidades adicionais de medalha para a jovem de 22 anos nas finais dos aparelhos, após ficar em terceiro lugar no salto e em quarto no exercício de solo na etapa de qualificação.

Rebeca viajou para os Jogos de Tóquio sem a equipe feminina do Brasil, que não conseguiu se classificar após disputar quatro edições consecutivas dos Jogos Olímpicos. Além de Rebeca, a também brasileira Flavia Saraiva, de 21 anos, garantiu vaga na final da trave.

Não tem sido um caminho fácil para Rebeca, que, em meados de 2019, rompeu o ligamento cruzado anterior do joelho pela terceira vez em quatro anos. Essas lesões a mantiveram fora de três dos quatro campeonatos mundiais que ela competiria.

A brasileira permaneceu focada em Tóquio, conseguindo um retorno forte no início de 2020 para um evento da Copa do Mundo classificatório para a Olimpíada, mas os Jogos acabaram adiados por causa da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). As informações são da Agência Brasil.

28 de julho de 2021, 23:58

Compartilhe: