terça-feira, 18 de janeiro de 2022

Vice-presidente da Câmara tem pedido de desfiliação do PL aceito

Foto: Reprodução

Da Redação

O vice-presidente da Câmara, Marcelo Ramos, pediu a sua desfiliação do PL, após o presidente Jair Bolsonaro ingressar no partido em novembro. O deputado alega que teve uma ”rota de confronto” com o governo federal em decorrência às pautas de Saúde, Meio Ambiente e Democracia durante seu mandato. Ainda assim, suas relações com o PL ”permaneceram irretocáveis”, mesmo sendo um opositor do governo Bolsonaro.

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o ministro Luís Roberto Barroso, concedeu liminar para assegurar o direito de Ramos se desfiliar do PL. Com isso, o deputado não perde o mandato por ter deixado o partido.

O deputado sustentou que a filiação do chefe do Executivo à legenda provocou uma significativa “mudança de rumos do partido”. Ramos alegou que, com a chegada de Bolsonaro, ele passou a ser visto com ”descrédito e ser alvo de perseguição pessoal e política por parte de seus membros”.

21 de dezembro de 2021, 21:59

Compartilhe: