sábado, 22 de janeiro de 2022

Bolsonaro vira alvo de inquérito no STF por associar vacina contra Covid-19 à Aids

Foto: Reprodução

Da Redação

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes determinou hoje (3), a pedido da CPI da Covid, a abertura de um inquérito contra o presidente Jair Bolsonaro (PL) em razão das falas que associaram a vacina contra Covid-19 com o risco de contrair Aids, o que não é verdade.

As declarações foram dadas pelo presidente em uma transmissão nas redes sociais, já retirada do ar pelo Facebook, pelo Youtube e pelo Instagram. O presidente disse que documentos no Reino Unido teriam sugerido que pessoas vacinadas contra Covid estariam desenvolvendo Aids “muito mais rápido que o previsto”.

O oficial de comunicações da Agência de Segurança de Saúde do Reino Unido, Zahraa Vindhani, ressaltou em resposta ao portal G1 que “vacinas contra a Covid-19 não causam Aids. A Aids é causada pelo HIV.”

O presidente da Anvisa, Antonio Barra Torres, rebateu a associação. “As vacinas aprovadas pela Anvisa não induzem a nenhuma doença”, garantiu.

03 de dezembro de 2021, 21:29

Compartilhe: