segunda-feira, 27 de junho de 2022

Ciro diz que 15% dos eleitores no Brasil são fascistas e homofóbicos

Foto: Divulgação

Da Redação

Pré-candidato do PDT à Presidência, o ex-governador do Ceará Ciro Gomes disse nesta quinta-feira (26), em entrevista à CBN de Campinas, que o Brasil tem 15% de eleitores “nazistas”. Ele fez a crítica ao se referir aos eleitores do presidente Jair Bolsonaro (PL).

“O Brasil tem 10%, 12%, 15%, de eleitores que se identificam com Bolsonaro. São nazistas mesmo, fascistas. São anticiência, são homofóbicos. Acreditam na terra plana, exploram a religiosidade popular, exploram os temas da moral popular. Isso são 10%, 12%, o que explica por que o Tarciso, um cara do Rio de Janeiro, chega aqui em São Paulo e, só porque é candidato do Bolsonaro, já está rivalizando com os primeiros”, afirmou.

Terceiro colocado nas pesquisas de intenção de voto, Ciro também disse que quer se apresentar como alternativa para que os eleitores “não sejam obrigados” a escolher entre Bolsonaro e o ex-presidente Lula (PT).

“Quase um terço do eleitorado do Bolsonaro diz que vai votar no Bolsonaro porque não quer o Lula e o PT de volta, apesar de estar muito frustrado, decepcionado e tal. Eu me animo de que eu possa ser a resposta para essas não se obrigarem a votar [neles], porque eu tenho chance realmente de apresentar um projeto para o Brasil”, declarou.

26 de maio de 2022, 13:58

Compartilhe: