sexta-feira, 3 de dezembro de 2021

Conselho de Ética da Alba julga processo contra Alden no dia 7 de julho

Foto: Divulgação

Da Redação

O Conselho de Ética da Assembleia Legislativa da Bahia (Alba) julga, no próximo dia 7 de julho, o processo disciplinar contra o deputado Capitão Alden (PSL), por quebra de decoro parlamentar.

A data divulgada esta semana é um dia antes da que foi anunciada anteriormente. O presidente do colegiado, Marquinhos Viana (PSB), explicou que a mudança se deu porque 8 de julho é uma quarta-feira, dia das reuniões do conselho.

Capitão Alden, por sua vez, apresentou na última terça-feira (15) ao colegiado.

A sessão de esclarecimento será transmitida ao vivo pela TV Alba. Cada deputado poderá fazer questionamentos sobre o episódio que motivou o processo. Alden poderá escolher depor de forma presencial ou virtual, já que a sessão foi aprovada em formato semipresencial.

Além do presidente e do vice, Sandro Régis (DEM), são membros titulares do Conselho de Ética os deputados Luciano Simões Filho, Aderbal Caldas (PP), Euclides Fernandes (PDT), Bobô (PC do B), Fabíola Mansur (PSB) e Zé Raimundo (PT). O colegiado tem como suplentes os deputados Eduardo Alencar (PSD), Eduardo Salles (PP), Fátima Nunes (PT), Neusa Cadore (PT), Samuel Jr. (PDT), Tiago Correia (PSDB) e Vitor Bonfim (PL).

O processo contra Capitão Alden foi instalado após pedido da bancada de oposição. O motivo foi um vídeo em que o parlamentar acusa os parlamentares de receberem dinheiro da prefeitura.  “Se eu ficasse na minha, sem fazer nada eu tava feito na vida, recebendo R$ 1,6 milhão da prefeitura que os deputados de oposição todos ganham”, disse Alden no vídeo, que foi publicado nas redes sociais.

17 de junho de 2021, 08:56

Compartilhe: