segunda-feira, 18 de outubro de 2021

Ednaldo Rodrigues negociou com governo brasileiro liberação de jogadores argentinos

Foto: Reprodução

Da Redação

O jogo entre Brasil e Argentina pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022, no Catar, foi paralisado por funcionários da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), no Neo Química Arena, em São Paulo, nesta tarde de domingo (5).

Os agentes da Anvisa argumentam que quatro jogadores da Argentina não podem exercer qualquer atividade no Brasil antes de passar por uma quarentena, pois estiveram, antes, no Reino Unido. São eles Emiliano Martinez, Emiliano Buendia, Giovani Lo Celso e Cristian Romero.

Ednaldo Rodrigues, presidente interino da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) – ex-presidente da Federação Baiana de Futebol -, e Manoel Torres, diretor de competições da CBF, foram os responsáveis por mediar esse contato com a Confederação Sul-americana de Futebol (Conmebol) para que o jogo acontecesse. As informações são da Rede Globo.

“Chegamos nesse ponto porque tudo aquilo que a Anvisa orientou, desde o primeiro momento, não foi cumprido. Eles tiveram orientação para permanecer isolados para aguardar a deportação. Mas não foi cumprido. Eles se deslocam até o estádio, entraram em campo, há uma sequência de descumprimentos”, disse o diretor-presidente da Anvisa, Antonio Barra Torres. O jogo foi cancelado.

05 de setembro de 2021, 16:54

Compartilhe: