sábado, 22 de janeiro de 2022

Grupo de evangélicos pede que senadores rejeitem André Mendonça no STF

Foto: Anderson Riedel/PR

Da Redação

O presidente Jair Bolsonaro (PL) indicou o ex-advogado-geral da União (AGU), André Mendonça, para o Supremo Tribunal Federal (STF) como o nome “terrivelmente evangélico”. Mas isso não fez dele um consenso entre os seguidores da religião. Uma frente de evangélicos com perfil progressista quer que os senadores rejeitem a indicação.

A sabatina será realizada nesta quarta-feira (1º), na Comissão de Constituição e Justiça do Senado. A senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA) foi escolhida para a relatoria.

Com isso, segundo informações da Folha de S.Paulo, nesta terça (30), o grupo se propôs a divulgar uma carta pedindo a não-aprovação de Mendonça. Eles argumentam que a indicação ocorreu “em circunstância absolutamente estranha aos requisitos da carta constitucional, vinculada a uma particularidade do presidente da República”. Desse modo, o grupo também se contrapõe à ala de pastores bolsonaristas que têm impulsionado o nome do ex-AGU.

01 de dezembro de 2021, 05:01

Compartilhe: