sexta-feira, 3 de dezembro de 2021

Justiça decreta prisão preventiva de suspeitos de matar pediatra em Barra

Foto: Reprodução

Da Redação

Cinco suspeitos de participarem do assassinato do médico Júlio César de Queiroz, no município de Barram tiveram prisão preventiva decretada pela Justiça. Eles vão responder por homicídio qualificado.

A prisão preventiva foi decretada na sexta-feira (19) após a juíza Luciana Cavalcante Machado acolher os pedidos feitos pelo promotor de Justiça Romeu Coelho Filho.

Os pedidos são contra o suspeito de ser o mandante do crime, Diego Santos Silva (conhecido como “Diego Cigano”), e os suspeitos de serem os executores, Jefferson Ferreira da Silva, Ranieri Magalhães Borges, Adeilton de Souza Borges e Fernanda Lima da Silva. Todos os acusados já estavam presos.

Na denúncia apresentada pelo MP na quinta-feira (18), Jefferson Ferreira é apontado como o autor dos disparos.

O crime teria sido encomendado por Diego Silva após ele supor que o médico, durante consulta pediátrica, teria assediado sua companheira.

20 de novembro de 2021, 15:54

Compartilhe: