quarta-feira, 22 de setembro de 2021

Léo Prates pede análise rápida da Anvisa sobre aplicação da CoronaVac em crianças acima de 3 anos

Foto: Max Haack/Secom/PMS

Da Redação

O secretário de Saúde de Salvador, Léo Prates, defendeu uma análise rápida por parte da Anvisa ao pedido do Instituto Butantan para aplicação da CoronaVac em crianças acima de três anos.

“Defendo a análise rápida da Anvisa sobre o pedido do Butantã e caso haja segurança para as crianças acima de 3 anos, a inclusão delas no PNO [Plano Nacional de Operacionalização]. Vacinar e salvar vidas! Vamos cuidar de nosso futuro!”, escreveu o secretário nas redes sociais.

O pedido do Butantan chegou à Anvisa ontem. O objetivo é incluir o público de crianças e adolescentes na faixa de 3 a 17 anos.

Para isso, o laboratório responsável pelo imunizante deve conduzir estudos que demonstrem a relação de segurança e eficácia para essa faixa etária. Os estudos podem ser conduzidos no Brasil ou em outros países.

Até o momento, somente a Pfizer foi aprovada para aplicação em menores de 18 anos no Brasil. A indicação em bula é para o uso em pessoas acima de 12 anos.

A Janssen está realizando estudos para aplicação da vacina em menores de 18 anos.

31 de julho de 2021, 09:19

Compartilhe: