segunda-feira, 18 de outubro de 2021

Nobel de Economia vai para pesquisadores que forneceram novas conclusões sobre mercado de trabalho

Foto: Reprodução/Nobel Prize

Da Redação

Os pesquisadores David Card, Joshua D. Angrist e Guido W. Imbens foram premiados nesta segunda-feira (11) com o prêmio Nobel de Economia 2021.

Os premiados são responsáveis por pesquisas que trouxeram novas conclusões sobre o mercado de trabalho, mostrando que os estudos sobre causa e efeito podem ser tiradas de experimentos naturais, ou seja, utilizando situações da vida real para calcular seus impactos no mundo.

No caso dos três pesquisadores, as abordagens realizadas buscaram entender essas relações em áreas como mercado de trabalho e educação. A partir daí, os estudos se estenderam por outras áreas.

David Card estudou os efeitos do salário mínimo, da migração e da educação no mercado de trabalho. Já Joshua D. Angrist e Guido W. Imbens focaram o uso de metodologia para entender o efeito de um ano a mais na escola para os estudantes.

A Real Academia de Ciências da Suécia justificou que “os economistas revolucionaram a pesquisa empírica nas ciências sociais e melhoraram significativamente a capacidade da comunidade de pesquisa de responder a perguntas de grande importância”.

Os três pesquisadores receberão um prêmio em dinheiro de 10 milhões de coroas suecas (US$ 1,1 milhão). Metade vai para David Card e a outra metade será dividida entre Joshua Angrist e Guido Imbens.

11 de outubro de 2021, 09:54

Compartilhe: