quinta-feira, 28 de outubro de 2021

Presidente do novo partido de ACM Neto quer filiar Sérgio Moro de olho em 2022

Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Da Redação

O deputado federal Luciano Bivar (PE), atual presidente nacional do PSL e futuro comandante do União Brasil, partido que vai surgir a partir da fusão com o DEM, afirmou que a nova sigla tem interesse em filiar o ex-juiz da Lava Jato Sérgio Moro. As conversas, afirmou o parlamentar, já foram iniciadas.

Caso o ex-magistrado aceite o convite, será o quarto pré-candidato à Presidência da República do União Brasil, ao lado do ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta (DEM), do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), e do apresentador José Luiz Datena (PSL). Moro também tem sido “assediado” pelo Podemos. Presidente nacional do DEM, ACM Neto nunca falou sobre a possibilidade de ter Moro nessa lista.

Em entrevista ao jornal Valor, Bivar admitiu ainda que o União Brasil pode não ter candidato à Presidência. “Se nos quadros do União Brasil ninguém tiver disposição de ser candidato, não descarto fazer coligações com outros partidos que tenham as mesmas ideias que a gente. Não faremos coligações com partidos que tenham posições antagônicas à nossa do ponto de vista econômico”, disse.

Durante a convenção que homologou a fusão do DEM e do PSL, que agora depende do aval da Justiça Eleitoral, ficou decidido que o partido não irá apoiar a reeleição do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Por isso, inclusive, a sigla deverá perder parlamentares que apoiam o presidente até marco do ano que vem. O apoio ao ex-presidente Lula (PT), condenado por Sérgio Moro, também está descartado.

13 de outubro de 2021, 11:50

Compartilhe: