terça-feira, 21 de setembro de 2021

Queiroga afirma que há “excesso de vacinas” no Brasil

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Da Redação

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou hoje (15) que há “excesso de vacinas” no país. Nas últimas semanas, diversos estados, como Rio de Janeiro, São Paulo e Pernambuco, têm registrado falta de vacinas da AstraZeneca para a segunda dose.

“Há excesso de vacinas, na realidade. O Brasil já distribuiu 260 milhões de doses de vacinas, e 210 milhões já foram aplicadas. Hoje nós vamos enviar doses para vacinar todos os brasileiros com a primeira dose”, disse Queiroga, em evento no Aeroporto Internacional de Guarulhos, quando questionado por jornalista sobre a falta de doses da AstraZeneca.

O ministro disse que “não tem problema nenhum” de falta de doses. Queiroga destacou que o governo federal, desde o começo, “firmou acordo para transferência de tecnologia e o Brasil já fabrica o IFA nacional”. No entanto, disse que depende da autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para ter mais doses.

“Agora, nós obedecemos a regulação, não damos carteirada na Anvisa. As vacinas com o IFA nacional ainda precisam da validação da Anvisa. Mas enquanto isso as vacinas são produzidas na Fiocruz com o IFA originário da China. Em algum momento, pode haver algum retardo. Mas com a Pfizer, ainda vamos receber 150 milhões de doses até o final do ano. Precisa acabar com essas narrativas de falta de vacinas, o Brasil vai muito bem, é um dos países que mais vacina no mundo”, completou.

15 de setembro de 2021, 15:39

Compartilhe: