segunda-feira, 20 de setembro de 2021

Queiroga diz que intervalo de aplicação de doses da Pfizer deve diminuir

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Da Redação

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, deve anunciar a redução do intervalo entre a primeira e a segunda dose da vacina da Pfizer no país, segundo informações da coluna Painel, da Folha de S. Paulo.

A redução seria dos atuais 3 meses para 21 dias. Esse é o tempo previsto originalmente na bula da Pfizer. O Ministério da Saúde resolveu ampliá-lo, em estratégia similar a de outros países, para imunizar mais pessoas rapidamente com a primeira dose.

“Naquele momento, não tínhamos certeza da quantidade de doses de Pfizer que receberíamos neste ano e optamos por ampliar o número de vacinados com a primeira dose”, explicou o ministro.

“Mas agora temos segurança nas entregas e dependemos apenas da finalização do estudo da logística de distribuição interna dos imunizantes para bater o martelo sobre a redução do intervalo da Pfizer para 21 dias”, acrescenta.

A decisão final será dos coordenadores do Programa Nacional de Vacinação (PNI), com apoio dos técnicos.

26 de julho de 2021, 12:58

Compartilhe: