quarta-feira, 22 de maio de 2024

Rapidinhas: Bruno corre e confirma candidatura, o limbo de Fábio Mota, o cobrador da Assembleia e o menino de recado

Foto: Reprodução

Alberico Gomez e equipe

Bruno confirmado

O prefeito Bruno Reis (União) não teve como fugir e confirmou, numa corrida com o antecessor ACM Neto (União), na Barra, o que todo mundo já sabe: que vai disputar a reeleição no pleito deste ano. “Estou aqui testando a forma dele, viu? Porque este ano, com nossa luta da eleição, é claro que Bruno tem que estar mais em forma do que nunca. Porque vai brilhar em outubro”, disse Neto. “Nos preparando para isso”, respondeu o atual chefe do Executivo municipal. O vídeo foi divulgado pelo ex-prefeito no domingo (12), Dia das Mães.

O muro e o mofo

Aliados do vice-governador Geraldo Júnior (MDB), pré-candidato ao Palácio Thomé de Souza, consideraram um bom sinal as críticas feitas por ACM Neto à gestão Lula (PT), em entrevista concedida pelo ex-prefeito ao jornal da família – a primeira em 2024. Na ocasião, Neto afirmou que o governo do petista “cheira a mofo” em relação a ações e projetos. “Parece que o ex-prefeito não vai ficar mais em cima do muro, como fez em 2022. É bom porque fica claro quem é o candidato de Lula em Salvador”, avaliou o vereador Arnando Lessa (PT).

Não colou

Geraldo Júnior até tentou “colar” em Lula durante a visita do presidente da Teixeira de Freitas, na semana passada, para inaugurar um hospital. Mas o petista deixou claro que vai permanecer neutro em Salvador, em respeito ao União Brasil, sigla de Bruno Reis que integra a base de sustentação do Planalto no Congresso. Nem foto dos dois só houve. Muito menos citação ao emedebista durante o discurso de inauguração da unidade de saúde.

Do céu ao limbo
Antes cobiçado por partidos do governo e da oposição, que desejavam tê-lo como candidato a deputado ou quem sabe até ao Senado em 2026, o presidente do Vitória, Fábio Mota, foi rapidamente do céu ao limbo diante da péssima atuação do time na Série A do Brasileirão, contrariando o desempenho no Campeonato Baiano e nos duelos com o Bahia. Os lances no leilão do dirigente perderam valor. Algo semelhante com o que já aconteceu com Guilherme Bellintani, quando mandava no clube tricolor e também não se saiu bem.

Meme de internet

Por falar em Fábio Mota, a última publicação dele no Instagram aconteceu em 8 de abril, quando, em vídeo, apareceu comemorando, com medalha no peito, o título de campeão baiano conquistado contra o arquirrival. Também pudera: afinal, foi de vencedor do “tostão contra o milhão” a meme da internet numa velocidade estonteante.

Cobrador oficial

Deputados da base governista pediram ao presidente da Assembleia, Adolfo Menezes (PSD), que adote uma postura mais firme para reivindicar do Executivo baiano o pagamento das emendas impositivas. A pressa se deve justamente ao calendário eleitoral. Diante da aparente falta de interesse do líder do Palácio de Ondina na Casa, Rosemberg Pinto (PT), em resolver as pendências, os parlamentares almejam que Adolfo se torne o “cobrador oficial’ perante o governador Jerônimo Rodrigues (PT), mas esbarram no perfil do próprio chefe do Legislativo, que tem vergonha até de pedir para si próprio.

Queda contida

Errou quem dizia que o PL, presidido na Bahia por João Roma, perderia praticamente todos os prefeitos durante o prazo de filiações por conta da ligação com o bolsonarismo. Dos 20 eleitos no pleito de 2020, o número, de acordo com dados da sigla, caiu para 16, ou seja, houve uma redução de apenas quatro. A maior cidade governada por um representante da sigla é Porto Seguro, com Jânio Natal. Até este, no entanto, flerta com o PT.

Desvio de função
O prefeito de Feira de Santana, Colbert Martins (MDB), afirmou que vai questionar o governador Jerônimo Rodrigues (PT) por conta da violência no município. Somente neste final de semana, foram 13 assassinatos computados. “Policiais que poderiam estar empregados no combate à violência são usados para fazer blitz, exclusivamente com o objetivo de multar e apreender veículos nos pátios credenciados. Enquanto a bandidagem age, a PM troca as armas pela caneta”, disse o emedebista.

Menino de recado

Para o presidente de honra do MDB da Bahia, Lúcio Vieira Lima, Colbert, ao criticar Jerônimo, mostra que virou “menino de recado de ACM Neto”. “Além disso, o prefeito de Feira apresenta serviço ao candidato dele à sucessão, o antecessor José Ronaldo (União). Os dois estão tão unidos, embora o velho Zé finja negar o apoio, que até hoje o ex-prefeito mantém todos os cargos que sempre teve na gestão municipal”, provocou o emedebista.

Campanha antecipada

Parece até que a campanha eleitoral já começou em Camaçari. Bem diante dos olhos da Justiça Eleitoral, o pré-candidato do União Brasil a prefeito, vereador Flávio Matos, tem feito até evento na rua para adesivar de carro com o próprio nome. Já o adversário, Luiz Caetano (PT), aposta na flexibilização das redes sociais e lançou um quadro no qual circula no município com um fusca vermelho tendo sempre de carona um eleitor. Na estratégia petista de colar na imagem do presidente, o veículo foi chamado de “Lulão”.

13 de maio de 2024, 15:39

Compartilhe: