terça-feira, 28 de junho de 2022

Rapidinhas: Reânimo de Wagner, ausência estratégica e os juízes com Brown

Foto: Divulgação

Davi Lemos

Novo fôlego

A presença do Jaques Wagner (PT) nas agendas de pré-campanha ao governo estadual de Jerônimo Rodrigues deixou os petistas surpresos como o novo ânimo do senador. Wagner participou com empenho e entusiasmo, consideram os petistas, nos atos em Bom Jesus da Lapa, Macaúbas e Guanambi – locais distantes da capital baiana. Wagner referiu-se a Jerônimo como “caboclo com a cara da baianidade” em um dos discursos e destacou a passagem do pré-candidato pelas secretarias do Desenvolvimento Regional e da Educação. Parece que o “Galego” será Lula lá e Jerônimo cá não no corre-corre da campanha.

Ausência

Quem não esteve presente neste final de semana nas agendas de pré-campanha de Jerônimo foi o governador Rui Costa. Segundo o petista, a ausência é calculada para não ofuscar o pré-candidato ao governo que sempre está ao lado do senador Otto Alencar (PSD), pré-candidato à reeleição, e de Geraldo Jr. (MDB), pré-candidato a vice-governador. A estratégia, entretanto, divide opiniões no partido, que deseja ver Rui presente em todas ou em quase todas as agendas de pré-campanha de Rodrigues pelo interior.

O presidente será o vice

Após a Procuradoria-Geral da República e a Advocacia-Geral da União apresentarem pareceres contra a reeleição de Geraldo Jr (MDB) para mais um mandato como presidente da Câmara Municipal de Salvador, geraldistas e oposição na Casa trabalham com a tese de que as eleições aos cargos são individuais e não em chapas e que, por isso, se for impugnada a eleição à presidência, poderia ser mantida a escolha do vice, Carlos Muniz (PTB). Os governistas, por sua vez, entendem que a eleição deverá ser feita outra vez, pois não havia alternativa, na lista posta em votação, para outro candidato a presidente da Casa.

A curiosidade e o quórum

Na já longínqua primeira sessão realizada após a reeleição de Geraldo Jr, em 19 de abril, quando governistas acusaram o presidente de abrir a sessão sem quórum mínimo de 14 vereadores, houve uma estratégia inusitada dos geraldistas. Ao verem formada a confusão, os vereadores mandaram mensagem para colegas da base do prefeito para que olhassem a confusão no plenário. Ao logarem no sistema para visualizar a sessão, os vereadores curiosos acabaram dando quórum necessário para abertura daquela sessão no mês passado. “A curiosidade matou a verificação de quórum”, brincou um geraldista ao lembrar que 18 vereadores, querendo ou não, acabaram confirmando presença.

Garantidores

O ministro do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, em discurso realizado na sexta-feira (13) durante o XXIV Congresso Brasileiro da Magistratura, realizado no Centro de Convenções de Salvador, disse que o Judiciário, a imprensa e as universidades são os “garantes” da verdade dos fatos, ou seja, são quem penhoram ou dão salvaguarda no que é verdade ou fake. A questão é que, na conjuntura atual, muitas vezes é classificado como fake o fato ou declaração que desagrada.

Todos ao Candeal

Com o show de Carlinhos Brown, no Candeal Guetto Square, poucos magistrados ficaram para as discussões dos painéis que, na noite de sexta-feira (13), versaram sobre “Justiça e Economia” e “Justiça na era digital”. Os palestrantes dessas duas agendas viam os presentes irem se retirando de fininho rumo ao show – havia traslado garantido ao Candeal pela organização do Congresso Brasileiro da Magistratura. Culpa também dos participantes dos painéis com os ministros Dias Toffoli e Edson Fachin que, ao falarem de “Direitos Fundamentais e Estado Democrático de Direito” e “Democracia e Eleições”, nesta ordem, não se preocuparam em passar e muito do horário programado. Não teve juiz que resistisse aos chamados de Brown e “sextaram” antes do fim da programação.

A pré-campanha e o Vitória

Fábio Mota, que deve deixar o comando da Secretaria de Cultura e Turismo de Salvador para assumir a coordenação da campanha de ACM Neto (União Brasil) ao governo do estado, virou alvo de piadas de aliados tricolores do ex-prefeito de Salvador e também de tricolores que estão no “time de Lula”. “Se tiver o mesmo desempenho que tem no Vitória, ACM Neto vai ser vice e olhe lá”, brincou um oposicionista. Mota assumiu interinamente a presidência do Esporte Clube Vitória, que está na zona de rebaixamento da Série C do Brasileirão.

ACM Neto, Alipinho da Doce Mel e Cacá Leão (Foto: Reprodução/Instagram)

Solidariedade fica II

O evento realizado no domingo (15) em Itabuna com o lançamento das pré-campanhas do empresário Alipinho da Doce Mel e do vereador Fabrício Pancadinha a deputado federal e estadual, nesta ordem, praticamente sepultam as especulações de que o Solidariedade fosse apoiar Jerônimo Rodrigues na Bahia, seguindo a direção nacional que decidiu apoiar Lula. O lançamento contou com as presenças de ACM Neto (UB) e Cacá Leão (PP), pré-candidatos ao governo e ao Senado, respectivamente. Esta coluna já havia mencionado na edição anterior que a saída do SD da base de Neto era remota.

16 de maio de 2022, 17:12

Compartilhe: