quinta-feira, 25 de julho de 2024

Rapidinhas: São João dos políticos teve vaia, prefeitos pongando no Gigante, arraiás eleitorais e deputado pau de sebo

Foto: Divulgação

Alberico Gomez e equipe

Disputa junina

Protagonistas das eleições de 2022 e, provavelmente, de 2026, o governador Jerônimo Rodrigues (PT) e o ex-prefeito de Salvador ACM Neto (União) aproveitaram as festas juninas no interior da Bahia para fazer um pouco de política. Neto esteve em Santo Antônio de Jesus e Cruz das Almas, cidades importantes do Recôncavo baiano administrada por aliados. Entre uma agenda institucional e outra, o petista, por sua vez, visitou 12 municípios, incluindo a mesma Cruz das Almas, Conceição do Almeida, Dom Macedo Costa, Amargosa e Gandu.

Correio deselegante

Em Amargosa, ao subir no palco durante um show de Flávio José ao lado do prefeito Júlio Pinheiro (PT), Jerônimo foi vaiado por parte do público presente. O governador disfarçou o constrangimento e ainda ironizou, fazendo acenos e gestos com as mãos simbolizando o coração. Mas os adversários não perdoaram. ACM Neto e o ex-ministro João Roma, presidente do PL na Bahia, publicaram o vídeo do episódio nas redes sociais.

Cabo de guerra

No cabo de guerra pelo Palácio Thomé de Souza, o prefeito Bruno Reis (União) e o vice-governador Geraldo Júnior (MDB) fizeram programações bem distintas no São João. Bruno aproveitou dois dias para descansar, apesar dos convites para visitar municípios do interior – o último compromisso oficial foi no sábado (22), quando entregou uma academia pública no Dique do Tororó. Já Geraldo tentou aparecer ao máximo durante a festa, já que o Executivo estadual preparou uma programação junina extensa na capital. Concedeu várias entrevistas e apostou na exposição.

Arroz de festa

É difícil competir com o prefeito de Euclides da Cunha, Luciano Ribeiro (PDT), quando o assunto é curtir com afinco uma festa. Ele marcou presença em toda a agenda do São João no município, que cresce a cada ano. Dançou em cima de trio elétrico, de palco e na rua. O fato de estar acima o peso nunca foi um problema para o pedetista cair na gandaia. Quem deu uma moral ao prefeito foi Leo Santana, que, embora voltado ao pagode, foi contratado por vários prefeitos neste período junino. O Gigante fez até o “L”, mas era o de Luciano.

Marcador de quadrilha

Outro que pegou carona na popularidade do Gigante foi o prefeito de Irecê, Elmo Vaz (PSB). Durante o show do cantor na programação junina organizada pelo município, o político passou boa parte do tempo em um corredor separado entre o palco e o gradil de segurança. Até distribuiu água mineral para quem estava próximo. Demonstrou a animação de um marcador de quadrilha. Dizem que se tivesse a mesma dedicação para governar a cidade estaria em outro patamar.

Jogo de cintura

Outro que mostrou muita animação no São João foi o ex-prefeito de Feira de Santana José Ronaldo de Carvalho (União), que será candidato novamente ao comando do Executivo municipal este ano. Ele publicou nas redes sociais um vídeo fazendo uma dancinha estranha ao som de uma versão da música “Casca de bala”. O septuagenário Zé tem revelado o mesmo gingado para disfarçar o apoio do atual prefeito, Colbert Martins, cuja gestão é pessimamente avaliada.

Pau de sebo

Com a esposa e o filho presos pela acusação de participarem de uma organização envolvida com milícias e lavagem de dinheiro, o deputado estadual Binho Galinha (PRD), apontado pela polícia e Ministério Público como liderar o esquema criminoso, não se fez de rogado e também foi pular fogueira no São João deste ano. Foi flagrado em festas em ao menos dois municípios: Milagres, terra natal, e Brejões. Na Assembleia, o parlamentar já atua com desenvoltura, como se nada tivesse acontecido. E é tratado da mesma forma pelos colegas, que ignoram as acusações. O Conselho de Ética segue sem funcionar.

Fogueira acesa

Presidente da Assembleia Legislativa, o deputado Adolfo Menezes (PSD) passou o São João na fazenda dele em Campo Formoso, terra natal. Recebeu mais de cem familiares em uma programação particular e típica. Desde que lançou a mulher, Denise Menezes (PSD), como pré-candidata a prefeita, Adolfo tem procurado se manter ainda mais presente no município, o que costuma deixar o prefeito Elmo Nascimento (União), irmão do deputado federal Elmar Nascimento (União), de orelha em pé.

Pés de valsa

O deputado estadual Zó (PCdoB) decidiu esquecer um pouco os problemas que envolvem a disputa dentro da base de Jerônimo para a escolha do candidato a prefeito de Juazeiro e caiu no forró. Um dos parceiros de dança foi o aliado e deputado federal Daniel Almeida (PCdoB). “Vamos deixar a política para depois das festas juninas. Ninguém está pensando em eleição agora”, brincou Zó em conversa com a coluna. Ele é um dos pré-candidatos aliados do governador e tenta desbancar o nome do PT, o ex-prefeito Isaac Carvalho, que insiste em se manter no páreo mesmo estando inelegível.

Arraiá eleitoral

Em Jequié, o prefeito Zé Cocá (PP), postulante à reeleição, promoveu uma festa de São João ainda maior do que o ano passado. E, claro, aproveitou para tirar proveito político do momento e da gastança. Uma das atrações contratadas foi a dupla Bruno e Marrone, mas apenas o primeiro compareceu, uma vez que o irmão segue se recuperando de um problema de saúde. O cantor convidou o pepista ao palco e disse que é “difícil chamar um prefeito que o povo gosta”, ao som dos aplausos e dos gritos de “já ganhou” de parte do público.

24 de junho de 2024, 17:22

Compartilhe: