quarta-feira, 24 de abril de 2024

Rapidinhas: A moral de Roma, o passe de Marcelo Nilo, o dia da PEC de Adolfo e o “calabreso josefina” da imprensa baiana

Foto: Divulgação

Alberico Gomez e equipe

De Bolsonaro a Bruno Reis

* Presidente do PL na Bahia, João Roma ficou com a moral em alta no meio bolsonarista com o sucesso da programação da visita de Jair Bolsonaro, liderança nacional da sigla, a Salvador. Tudo saiu melhor do que o planejado e o ex-presidente, que não desgrudou do ex-ministro, deixou a capital baiana feliz da vida com o resultado. Até mesmo os políticos tidos como bolsonaristas de primeira hora, a exemplo do deputado federal Capitão Alden e da médica Raissa Soares, foram ofuscados por Roma, que já enfrentou muita desconfiança do eleitorado mais conservador.

* Após cumprir bem a missão de recepcionar Bolsonaro em Salvador, João Roma pretende anunciar ainda este mês o apoio do PL à reeleição do prefeito Bruno Reis (União), que passou longe das atividades do ex-presidente na capital, com receio de perder votos dos eleitores da esquerda. O martelo entre os dois já está batido há meses. O acerto não deve envolver a ocupação de cargos pelo PL no primeiro escalão da Prefeitura, ao menos não antes da eleição.

* O deputado estadual Vitor Azevedo (PL) não gostou nada de ter sido citado pela ex-primeira-dama Michele Bolsonaro (PL) como presente durante o evento comandado pela esposa do “capitão” no Centro de Convenções, no sábado (09). Aliado do governador Jerônimo Rodrigues (PT), Vitor estava em Itamaraju no lançamento da pré-candidatura do ex-vereador Léo Lopes (PDT) a prefeito do município.

* Raissa Soares, que foi candidata ao Senado em 2022, aproveitou a visita de Bolsonaro para apresentar ao ex-presidente o filho dela, Pedro Soares, que será candidato a vereador em Porto Seguro. A médica, que ficou famosa nacionalmente durante a pandemia por receitar medicamentos sem eficácia comprovada para combater a Covid-19, disse ao “capitão” que tem interesse em disputar a Prefeitura de Porto Seguro, onde o prefeito Jânio Natal é do PL e pode disputar a reeleição.

A PEC e o passe

* A PEC da Reeleição deve ser votada na próxima terça-feira (19) na Assembleia Legislativa. Ao menos essa é a previsão dos aliados do deputado Adolfo Menezes (PSD), atual comandante da Casa. A proposta, apoiada formalmente por 47 dos 63 parlamentares, será aprovada com tranquilidade, mesmo a contragosto do líder do governo, deputado Rosemberg Pinto (PT), que deseja suceder a Adolfo, o maior beneficiado da proposição.

* A eleição do agora ex-deputado petista Paulo Rangel para o Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) afastou ainda mais a possibilidade, que já era remota, de Rosemberg ser o próximo presidente da Assembleia. “Aumentou muito o sentimento na Casa de que o PT não pode ficar com tudo. É preciso impor limites”, disse à coluna um deputado do chamado “centrão” do Legislativo estadual, como passou a ser chamado os dois blocos informais formados por deputados governistas do PP, PL, MDB, Solidariedade, Podemos. PSB, Avante e PRD.

* Por falar em eleição para o TCM, o ex-deputado Marcelo Nilo (Republicanos) tentou valorizar o passe após a derrota para Paulo Rangel ao espalhar a notícia de que o prefeito Bruno Reis (União) pediu que não se aposentasse da política e tentasse retornar à Câmara Federal em 2026. No mesmo dia em que a nota foi plantada, o prefeito, ao ser questionado, deixou claro que não conversou com Nilo sobre o assunto. Pegou mal!

* Nilo ao menos recebeu um prêmio de consolação: o título de cidadania do município de Utinga.

BBB Câmara Municipal

* O vereador Tiago Ferreira (PT) utilizou a tribuna da Câmara Municipal de Salvador, nesta segunda (11), para detonar o apresentar Uziel Bueno, da TV Band e Rádio Sociedade. Isso porque o jornalista criticou a iniciativa do petista de propor a entrega da Medalha Zumbi dos Palmares ao competidor Davi, do Big Brother Brasil, que é negro e baiano. Para Uziel, a homenagem representa um gasto desnecessário de dinheiro público, enquanto para o edil simboliza celebrar e lembrar “a luta de milhões de negros e negras que lutam para superar as dificuldades impostas pelo racismo”.

* Uziel, que é casado com a vereadora Débora Santana (Avante), que disputa votos com Tiago Ferreira em algumas comunidades, chamou o petista de “calabreso” no programa de TV. No discurso de hoje, o edil do PT respondeu e disse que o apresentador é “calabreso josefina”. A gargalhada foi geral.

11 de março de 2024, 18:50

Compartilhe: