terça-feira, 21 de setembro de 2021

Rapidinhas: A primeira vez de Bruno e o silêncio do cacique pedetista

Foto: Divulgação

Davi Lemos

Bruno faz primeira viagem internacional

O prefeito de Salvador, Bruno Reis (DEM), está em viagem à Cidade do México para participar de um encontro sobre infraestrutura e mobilidade urbana, no Instituto de Políticas de Transporte e Desenvolvimento (ITDP). Esta é a primeira viagem internacional do prefeito que, como outros neófitos no cargo, iniciou os trabalhos no ápice da segunda onda da pandemia da Covid-19, o que impossibilitou périplos estrangeiros. Agora, com o avanço da vacinação em muitos países do mundo, Bruno vai poder inaugurar o passaporte como chefe do Executivo municipal da capital baiana.

Acompanhante de viagem

Quem acompanha o prefeito Bruno Reis no México é o presidente da Câmara Municipal de Salvador, vereador Geraldo Júnior (MDB). Os dois irão conhecer as experiências realizadas na área da mobilidade e pretendem visitar também El Salvador. A viagem só termina no próximo sábado (14).

Silêncio de Lupi

É de se estranhar o silêncio do PDT nacional sobre o comportamento do deputado federal baiano Alex Santana, filiado ao partido, que tem votado a favor de Jair Bolsonaro e contra a orientação da bancada da legenda na Câmara. Na semana passada, por exemplo, Santana votou a favor da privatização dos Correios, enquanto o PDT orientou pelo voto contrário. Procurado, o presidente nacional da sigla, Carlos Lupi, informou por meio de assessoria que não iria se pronunciar. Santana também votou a favor da reforma da Previdência, contrariando o comando pedetista, que chegou a ameaçar o parlamentar de expulsão, o que não passou de bravata.

Samba de uma nota só

O deputado federal Rodrigo Maia (RJ) não perde a oportunidade de atacar o ex-prefeito de Salvador ACM Neto, presidente nacional do DEM. Aliás, é praticamente só o que ele tem feito desde que deixou a presidência da Câmara Federal e não conseguiu eleger o sucessor no cargo. Nesta segunda (09), aproveitando o espaço dado pela Salvador FM, Maia acusou Neto de entregar o comando do DEM no Rio de Janeiro ao pastor Silas Malafaia, que é bolsonarista. Parece até uma obsessão pessoal, já que o parlamentar fluminense nem está mais filiado à sigla (no momento, ele sequer tem partido).

A aliança é com Netinho

Já que a tão propagada aliança entre o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e o ex-prefeito de Salvador ACM Neto (DEM) não deixa as páginas especulativas da imprensa do sul do país para se tornar realidade, a deputada federal bolsonarista Carla Zambelli (PSL-SP) improvisou: fez um convite a outro Netinho, o cantor, para que ele seja candidato a deputado pela Bahia nas eleições de 2022. O cantor participou da “motociata” realizada pelo presidente em Florianópolis (SC). Dos bolsonaristas baianos que acompanham o presidente desde 2018, Netinho é o único que tem acesso direto a Bolsonaro e à primeira-dama Michele.

Desinformado e conspirador

O clima não anda nada bom entre o senador Otto Alencar (PSD) e o deputado João Bacelar (PL), promovido recentemente a líder do governo Jair Bolsonaro (sem partido) na Câmara. Os dois trocaram acusações na semana passada em função da obra de duplicação da BR-415, que liga Ilhéus a Itabuna e que nunca saiu do papel. Enquanto Bacelar chamou o senador de desinformado, Otto acusou o deputado de “conspirar permanentemente” para impedir que a intervenção seja feita, como forma de atingir politicamente o governador Rui Costa (PT).

Nilo negocia com PSL

O deputado federal Marcelo Nilo pode aproveitar a janela partidária antes das eleições de 2022 para trocar o PSB pelo PSL. O convite já foi feito pelo deputado federal Elmar Nascimento, que vai deixar o DEM para assumir o controle do PSL da Bahia. A manobra teria o respaldo de ACM Neto (DEM). Hoje (09), em entrevista à Tribuna da Bahia, Nilo admitiu que pode pensar no assunto caso seja convidado pelo ex-prefeito de Salvador para ser candidato a senador pela chapa da oposição.

Câmara de Camaçari

O presidente da Câmara de Camaçari, Júnior Borges (DEM), tem dado uma nova dimensão ao legislativo municipal. Ele já esteve em Brasília lutando contra o fim de suspensão do regime especial de tributação da indústria química, articulando uma movimentação política em nível metropolitano, e na semana passada firmou um convênio com o presidente da Assembleia Legislativa, Adolfo Menezes (PSD), para acelerar a tramitação de processos internos. Muita gente em Camaçari está até com ciúmes do desempenho de Borges.

Arena de luta

Presidente do PDT na Bahia, o deputado federal Félix Mendonça Júnior usou o Twitter para criticar a falta de apoio do governo do estado ao esporte. “Agora, com o sucesso do boxe baiano em Tóquio, está na hora de sair das promessas a arena de lutas em Salvador, que deveria estar pronta em 2019 mas que nunca virou realidade. O governador havia feito a promessa em 2016 aos lutadores. Será que finalmente vai virar realidade?”, escreveu.

Eleições na OAB

O clima entre o presidente da seccional baiana da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-BA), Fabrício Oliveira, e a vice-presidente, Ana Patrícia Dantas Leão, não anda bom e tudo parece ser já um prenúncio das eleições internas em novembro. Ana Patrícia rompeu com a atual gestão e entendeu que foi boicotada na abertura da Conferência Estadual, que ocorreu entre os dias 4 e 6 de agosto. Fabrício, em nota, disse que não confunde “política e gestão” e que não houve boicote à vice. A advogada acusa a OAB baiana de ser omissa durante a pandemia e o escândalo revelado pela Operação Faroeste. A atual gestão também nega omissão. O julgamento caberá aos eleitores, em novembro.

09 de agosto de 2021, 15:09

Compartilhe: